Restaurante nos Jardins – Projeto

Em 2013 realizamos um projeto e obra para um restaurante nos Jardins (São Paulo). Funcionando há muitos anos como restaurante japonês, de diferentes gestões, surgiu a idéia de um grupo de empreendedores de criar um restaurante de cozinha alemã contemporânea, e assim, a reforma que tinha prazo e budget pré-definidos para acontecer, tinha como desafio aproveitar a estrutura básica existente e reestruturar conforme a nova linguagem de negócio.

Fotos da situação existente:

Slide5
Fotos da situação anterior, restaurante japonês

O Projeto teve como ponto de partida, alguns elementos já pré-existentes e algumas idéias que os empreendedores tinham em mente. Um ponto a ser trabalhado era a fachada. A rua de mão única no coração do bairro dos Jardins, com restaurantes e comércio, muitas árvores frondosas, dificultava a visualização do local. Os bambus mossôs foram replantados em outro local, o caixote de terra foi retirado para alargar a calçada e melhorar a visão da fachada. Entre diversas opções de acabamentos, escolheu-se a pintura da fachada, como uma cor impactante, um amarelo bem forte, que também remete à bandeira alemã.

 

 

Fachada Antes: Slide1

Projeto: Slide2

Fachada Depois:  Slide3 Slide4

Interiores: Com a intenção de criar um ambiente mais intimista, sóbrio e ao mesmo tempo, informal, o projeto propôs algumas linhas de trabalho:

  1. Escurecer o teto mais ao alto, pintando-o de preto, manter os tetos rebaixados na cor branca e criar dois volumes rebaixados no teto do salão frontal, com uma luminária pendente que pudesse recriar ali um ambiente mais aconchegante;
  2. Repensar o balcão do bar, unindo algumas funções que estavam fragmentadas no início, como o Caixa, o balcão de bebidas e o balcão de sobremesas. Criar os acessos à cozinha por meio de janelas com portas deslizantes. Criar um painel para a instalação de TVs e outros tipos de comunicação;
  3. Renovar a iluminação em geral, desde a frente até os fundos, criando elementos diferenciados como os pendentes vermelhos do balcão;
  4. Manter o piso de cimento queimado no piso e, ao longo do corredor / balcão, criar uma longa parede lousa que pudesse ser um ponto de descontração artística;
  5. No salão dos fundos, remover os espelhos colados nas paredes, que já apresentavam sinais de desgaste à umidade. No teto, alguns rebaixos de forro foram propostos, porém, ao final optou-se por colocar lona preta tensionada, por ser uma solução mais rápida e acessível.

Slide6

 

 

RESTAURANTE FAST FOOD – PIZZARIA – OSASCO

PROJETO E FOTOS

Situação Anterior

Foto da Situação Anterior
Foto da Situação Anterior

Em busca de uma modernização interna tanto na área de preparo, como na área de vendas e atendimento, essa loja buscava uma cara nova ao seu negócio já bem estabelecido nesse shopping, no coração do centro de Osasco. A vitrine de pizzas, todas bem recheadas e saborosas, é o carro-chefe dessa transformação.

2014-01-restaurante-PIZ (2)

2014-01-restaurante-PIZ (3)

2014-01-restaurante-PIZ (4)

Atendendo a uma tendência contemporânea, a proposta de interiores buscou particularizar cada trecho do balcão, o oposto à situação anterior, onde via-se um longo balcão ocupado por diferentes usos. A esquina recebeu a nova vitrine de pizzas, apoiada sobre um balcão esculpido em granito marrom absoluto, chegando até o limite da loja. No fim deste balcão (a direita), é o setor de “Salte” das bandejas (“Pick-up”). Ao lado, o móvel do caixa, o balcão do chopp, a vitrine de frutas, e a área técnica isolada por um painel de vidro adesivado.

2014-01-restaurante-PIZ (5)

2014-01-restaurante-PIZ (6)

Fotos da loja reformada

2014-01-restaurante-PIZ (7)
Fachada Nova com os toldos abaixados

2014-01-restaurante-PIZ (8)

2014-01-restaurante-PIZ (9)

2014-01-restaurante-PIZ (10)

2014-01-restaurante-PIZ (11)

 

2014-01-restaurante-PIZ (12)

2014-01-restaurante-PIZ (13)

2014-01-restaurante-PIZ (14)

2014-01-restaurante-PIZ (18)

2014-01-restaurante-PIZ (15)

2014-01-restaurante-PIZ (16)

2014-01-restaurante-PIZ (17)

.

.

.

.

.

 

RESTAURANTE – HAMBURGUERIA – Cidade São Francisco

PROJETO E FOTOS

Partindo de elementos já pré-definidos, como a setorização dos ambientes, fachada, alguns acabamentos, as coberturas e  considerando a arquitetura original, e com a obra em andamento, a proposta de interiores para a “hamburgueria dos irmãos” foi oferecer idéias de acabamentos e ambientação para um ambiente contemporâneo, moderno, sem clichês, sem ser retrô, e não ser sério e formal. Ou seja, um ambiente aconchegante e descontraído.

Em local bem privilegiado, próximos a grandes avenidas e um bairro valorizado na zona oeste da capital paulistana, a fachada se destaca por ser singela, de um unico material, o tijolo aparente, valorizado pela iluminação noturna e pelo letreiro.

Layout do Pavimento Térreo
Layout do Pavimento Térreo
Fachada - Volumetria
Fachada – Volumetria
Fachada - Agosto/2014
Fachada – Agosto/2014
Fachada Corner - Agosto/2014
Fachada Corner
Fachada - detalhes
Fachada – detalhes
Interiores - proposta
Interiores – proposta
Interiores - proposta
Interiores – proposta
Interiores - proposta
Interiores – proposta
Interiores - proposta
Interiores – proposta
Interiores - Foto - Agosto/2014
Interiores – Foto – Agosto/2014
Interiores
Interiores
Interiores
Interiores
Interiores
Interiores
Interiores
Interiores
Interiores
Interiores
2014-06-restaurante-bbr (16)
Interiores restaurante

Como destaque há o projeto de forro e iluminação, layout das mesas, e outros pontos focais como o balcão do bar – pedra e marcenaria – o fechamento da escada que atende ao andar de serviços associado à posição do Caixa, um comprido painel “temático” ao fundo do salão, parede de lousa e mesa bistrô inspirada em modelos contemporâneos.

Restaurante – Centro Comercial Alphaville – Interiores

Salão do piso superior
Salão do piso superior

Internamente, foi realizada uma renovação geral de acabamentos, dando destaque à remodelação do pavimento térreo.

A área ocupada pelo antigo W.C. e uma área de serviços ociosa, deu lugar a uma charmosa “Estação a La Minuta”, onde pratos especiais são servidos diariamente, além do buffet de pratos tradicionais.

A imensa escada que leva ao segundo e terceiro andar, foi “eliminada visualmente”, através da construção de nichos, aberturas, forro em curva e  forro rebaixado.

SALÃO DO PISO TÉRREO

Situação Anterior à reforma, do Salão do piso térreo
Situação Anterior à reforma, do Salão do piso térreo
Proposta de interiores do pavimento térreo, dando nova configuração aos ambientes
Proposta de interiores do pavimento térreo, dando nova configuração aos ambientes
Vista do salão do piso térreo com forro rebaixado e sanca iluminada invertida
Vista do salão do piso térreo com forro rebaixado e sanca iluminada invertida
Vista do salão do piso térreo, com estação a la minuta ao fundo
Vista do salão do piso térreo, com estação a la minuta ao fundo
Forro de gesso em curva e forro rebaixado dão novo formato a vão sob escada
Forro de gesso em curva e forro rebaixado dão novo formato a vão sob escada
Outra visão do salão e do ambiente sob forro de gesso em curva
Outra visão do salão e do ambiente sob forro de gesso em curva
Nicho iluminado antes das mesas do buffet
Nicho iluminado antes das mesas do buffet
Mesas do buffet com painel adesivado ao fundo
Mesas do buffet com painel adesivado ao fundo
Estação a la minuta
Estação a la minuta

SALÃO DO PISO 1º SUPERIOR

Situação Anterior à reforma, do Salão do piso superior
Situação Anterior à reforma, do Salão do piso superior
Proposta de interiores do 1º pavimento superior
Proposta de interiores do 1º pavimento superior
Escada de acesso ao piso superior, com novo revestimento de parede e aberturas laterais
Escada de acesso ao piso superior, com novo revestimento de parede e aberturas laterais
Mesa tipo Bistrô, aproveitando o peitoril da escada
Mesa tipo Bistrô, aproveitando o peitoril da escada
Vista dos assentos Bistrô
Vista dos assentos Bistrô
Vista do tampo do Bistrô, revestido com fórmica inox
Vista do tampo do Bistrô, revestido com fórmica inox
Vista do Salão Superior, com vista do painel sob TV e mesas bistrô junto ao peitoril da escada
Vista do Salão Superior, com vista do painel sob TV e mesas bistrô junto ao peitoril da escada
Vista do Salão Superior, com painel de laminado imitando madeira, com TV na parede, rebaixo de forro com iluminação.
Vista do Salão Superior, com painel de laminado imitando madeira, com TV na parede, rebaixo de forro com iluminação.
Vista do Salão Superior, com painel adesivado
Vista do Salão Superior, com painel adesivado

Restaurante – Centro Comercial Alphaville

Para quem quer conhecer um centro de compras e serviços a céu aberto, o Centro Comercial  Alphaville é o lugar certo. Com ruas e calçadas estreitas, fachadas grudadas uma às outras, entremeadas por uma ou outra pracinha, é um pequeno labirinto, muito frequentado durante a semana, e tranquilo aos fins de semana. Estima-se que mais de 40 mil pessoas passem por lá diariamente (site: http://www.centrocomercial.com.br/ ).

O edifício deste Restaurante possui 3 andares: térreo, 1º superior e 2º superior, sendo os 2 primeiros andares ocupados pelos salões de atendimento e o terceiro andar ocupado pela cozinha e áreas técnicas. A concepção dos espaços, que passariam por intensa reforma, era de otimizar o espaço destinado aos salões de atendimento, tornando o ambiente moderno e aconchegante, buscando também aliar o tema do restaurante aos ambientes e uma cozinha contemporânea deliciosa!

PLANTAS E FACHADA

Planta de layout de mobiliário
Planta de layout de mobiliário

Forro e pontos de iluminação

Forro e pontos de iluminação
Situação Antes da Reforma
Situação Antes da Reforma

A fachada antes da reforma estava pintada da cor lilás, remetendo ao nome do antigo restaurante. A proposta de projeto era dar uma identidade visual ao edifício como um todo – não somente o andar térreo, dando um ar de modernidade, “envelopando” a fachada, sem grandes interferências construtivas.

Estudo e proposta de fachada nova
Estudo e proposta de fachada nova

Com um simples brise de madeira, a antiga fachada típica dos anos 80 se transformou completamente, embora se tenha mantido as linhas originais arquitetônicas. A cor escolhida para a fachada foi o branco, para um maior destaque ao novo elemento da fachada.

Fachada nova, com brise de madeira
Fachada nova, com brise de madeira
Fachada nova, com brise de madeira
Fachada nova, com brise de madeira
Nova fachada, com letreiros e comunicação visual novos
Nova fachada, com letreiros e comunicação visual novos
Vista interna do brise de madeira, no salão do 1º pavimento
Vista interna do brise de madeira, no salão do 1º pavimento

Restaurante – funcionando

Este slideshow necessita de JavaScript.

Após 5 dias de obra em ritmo intenso, o restaurante abriu as portas, faltando ainda alguns detalhes como móveis, espelhos e vidros sob encomenda. Mesas e cadeiras foram recolocadas no lugar, adaptando-as à nova Arquitetura do salão. A boneca japonesa ganhou lugar de destaque em nicho iluminado com lâmpada de LED. Os ventiladores de teto marcam a parte elevada do forro (2,70m livres) e os spots localizam-se no rebaixo de 2,20m. Para as sancas iluminadas foram utilizadas lâmpadas fluorescentes tubulares de 40W.

Atrás do balcão, a parede que antes era apenas pintada, recebeu uma faixa de 1,40m revestida de azulejo branco imitando pastilha (Portinari) com um cordão preto.

Restaurante – obra

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os quatro dias e quatro noites de obra ininterrupta, que ganhou um dia extra para a limpeza e organização final, foi o prazo para transformar o interior do salão de um restaurante de comida japonesa, tornando o ambiente mais claro e mais prático, com contemporaneidade no uso de materiais de acabamento e equipamentos.

Resumo das atividades:

Véspera: tirar mesas e cadeiras, forrar o piso, tirar as luminárias antigas, tirar o forro antigo, eliminar o entulho. Preparar a fiação para a iluminação nova do forro

1º Dia: estrutura do drywall, rebaixo de forro e sanca iluminada do salão 1, preparo com massa para a pintura do forro

2º Dia: rebaixo de forro do salão 2, sanca iluminada, assentamento do revestimento em porcelanato de madeira na parede, preparo para pintura

3º Dia: nichos e painéis em drywall e finalização da parte em gesso, porcelanato (continuação), furos para as luminárias de embutir no forro, preparo para pintura

4º Dia: base para bancos, porcelanato (continuação), cerâmica branca no balcão, corte e preparo da madeira dos bancos, pintura e elétrica, rejunte, ventiladores, luzes acesas!

5º Dia: Instalação dos bancos, porcelanato (finalização e rejunte), instalação elétrica (tomadas e acabamentos), pintura, limpeza final.

Restaurante de Comida Japonesa – Bela Vista (Paulista)

Com mais de 15 anos de existência, esse restaurante de comida japonesa  não sofria nenhuma grande reforma há pelo menos 7 anos. A intenção inicial era fazer a pintura anual no período de Carnaval, eliminando a cor avermelhada já desgastada, acrescentando algum elemento em madeira para tornar o ambiente mais aconchegante. Mas havia alguns itens que precisavam ser trabalhados, como a ventilação do salão 1 (mais ao fundo), iluminação em geral, troca de forro do salão, reposicionamento do caixa, troca do espelho antigo danificado pelo tempo, entre outros detalhes.

Vista da fachada

Vistas internas antes da reforma.

Vistas internas antes da reforma.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O projeto propôs alteração total no desenho do forro rebaixado, eliminando vigas e pilares de diversos tamanhos, uniformizando o design do ambiente. Devido ao limite de tempo para execução da reforma, o piso antigo será mantido provisoriamente. As paredes serão revestidas com material cerâmico, porcelanato e tinta super-lavável, para facilitar a manutenção e limpeza. A mudança na parte elétrica e iluminação é total, com troca até mesmo dos disjuntores e fios antigos. No novo layout, a previsão da troca de mesas e cadeiras no futuro, e a criação de bancos de madeira, visa o aumento de assentos para a clientela, que é numerosa principalmente no horário de almoço.