Apartamento na Vila Mariana – Escritorio

Nesta residencia, a decoração já estava consolidada, mas precisava de alguns ajustes conforme as necessidades da família. O objetivo do projeto foi a repaginação do Escritório e da Rouparia, organizando os espaços, aproveitando os móveis existentes.

No Escritório, a grande estante de livros (Estante Bilac Tok Stok) foi complementada com acabamento na parte superior (nichos) e nas laterais (painel de fechamento). A cama dobrável (Lodge cama dobrável solteiro 78 LODCSD78) recebeu em sua volta uma estante com nichos, feita sob medida. E uma nova mesa dobrável se uniu a outra existente (Flippy mesa dobravel 120×80 FLIPPDT120). Na ocasião de receberem visitas, as mesas se dobram e  dão espaço para a cama se abrir.

Já na Rouparia, o armário que estava no escritório foi transferido para lá, pois já era seu uso habitual, guardar as roupas da casa. Foi criado um armário sapateira e um nicho suspenso para auxiliar na hora de organizar as roupas.

Restaurante nos Jardins – Projeto

Em 2013 realizamos um projeto e obra para um restaurante nos Jardins (São Paulo). Funcionando há muitos anos como restaurante japonês, de diferentes gestões, surgiu a idéia de um grupo de empreendedores de criar um restaurante de cozinha alemã contemporânea, e assim, a reforma que tinha prazo e budget pré-definidos para acontecer, tinha como desafio aproveitar a estrutura básica existente e reestruturar conforme a nova linguagem de negócio.

Fotos da situação existente:

Slide5
Fotos da situação anterior, restaurante japonês

O Projeto teve como ponto de partida, alguns elementos já pré-existentes e algumas idéias que os empreendedores tinham em mente. Um ponto a ser trabalhado era a fachada. A rua de mão única no coração do bairro dos Jardins, com restaurantes e comércio, muitas árvores frondosas, dificultava a visualização do local. Os bambus mossôs foram replantados em outro local, o caixote de terra foi retirado para alargar a calçada e melhorar a visão da fachada. Entre diversas opções de acabamentos, escolheu-se a pintura da fachada, como uma cor impactante, um amarelo bem forte, que também remete à bandeira alemã.

 

 

Fachada Antes: Slide1

Projeto: Slide2

Fachada Depois:  Slide3 Slide4

Interiores: Com a intenção de criar um ambiente mais intimista, sóbrio e ao mesmo tempo, informal, o projeto propôs algumas linhas de trabalho:

  1. Escurecer o teto mais ao alto, pintando-o de preto, manter os tetos rebaixados na cor branca e criar dois volumes rebaixados no teto do salão frontal, com uma luminária pendente que pudesse recriar ali um ambiente mais aconchegante;
  2. Repensar o balcão do bar, unindo algumas funções que estavam fragmentadas no início, como o Caixa, o balcão de bebidas e o balcão de sobremesas. Criar os acessos à cozinha por meio de janelas com portas deslizantes. Criar um painel para a instalação de TVs e outros tipos de comunicação;
  3. Renovar a iluminação em geral, desde a frente até os fundos, criando elementos diferenciados como os pendentes vermelhos do balcão;
  4. Manter o piso de cimento queimado no piso e, ao longo do corredor / balcão, criar uma longa parede lousa que pudesse ser um ponto de descontração artística;
  5. No salão dos fundos, remover os espelhos colados nas paredes, que já apresentavam sinais de desgaste à umidade. No teto, alguns rebaixos de forro foram propostos, porém, ao final optou-se por colocar lona preta tensionada, por ser uma solução mais rápida e acessível.

Slide6

 

 

CLÍNICA DE OFTALMOLOGIA

 

Planta da Situação Existente (Janeiro/2014) conforme levantamento no local
Planta da Situação Existente (Janeiro/2014) conforme levantamento no local

O desafio dessa reforma era a adequação dos espaços a uma nova necessidade de trabalho, com os equipamentos oftalmológicos, crescente demanda de atendimento, maior conforto ao usuário, eficiência e organização na área técnico-administrativa. Definido o Layout, o planejamento da reforma foi decisivo para o bom andamento da obra sem interromper o atendimento, alugando-se provisoriamente o espaço vizinho. Neste espaço de 100m2 foram contemplados espaços bem dimensionados e adequados a cada uso. A obra que durou 3 meses e meio incluiu serviços de demolição, construção de alvenaria, revisão total de instalações hidráulica e elétrica, sistemas de ar-condicionado, telefonia, segurança, paredes e forro dry-wall, iluminação, acabamentos, pintura, marcenaria, marmoraria e vidraçaria.

Layout final definido junto com o cliente, após algumas opções de plantas
Layout final definido junto com o cliente, após algumas opções de plantas
Planta de forro com indicação de pontos elétricos e luminotécnicos
Planta de forro com indicação de pontos elétricos e luminotécnicos
Planta humanizada realizada em Sketchup
Planta humanizada realizada em Sketchup
Vista da Recepção
Vista da Recepção
Vista da Sala de Espera
Vista da Sala de Espera
Vista da Sala de Lentes
Vista da Sala de Lentes
Vista das áreas técnica - administrativas
Vista das áreas técnica – administrativas

RESTAURANTE FAST FOOD – PIZZARIA – OSASCO

PROJETO E FOTOS

Situação Anterior

Foto da Situação Anterior
Foto da Situação Anterior

Em busca de uma modernização interna tanto na área de preparo, como na área de vendas e atendimento, essa loja buscava uma cara nova ao seu negócio já bem estabelecido nesse shopping, no coração do centro de Osasco. A vitrine de pizzas, todas bem recheadas e saborosas, é o carro-chefe dessa transformação.

2014-01-restaurante-PIZ (2)

2014-01-restaurante-PIZ (3)

2014-01-restaurante-PIZ (4)

Atendendo a uma tendência contemporânea, a proposta de interiores buscou particularizar cada trecho do balcão, o oposto à situação anterior, onde via-se um longo balcão ocupado por diferentes usos. A esquina recebeu a nova vitrine de pizzas, apoiada sobre um balcão esculpido em granito marrom absoluto, chegando até o limite da loja. No fim deste balcão (a direita), é o setor de “Salte” das bandejas (“Pick-up”). Ao lado, o móvel do caixa, o balcão do chopp, a vitrine de frutas, e a área técnica isolada por um painel de vidro adesivado.

2014-01-restaurante-PIZ (5)

2014-01-restaurante-PIZ (6)

Fotos da loja reformada

2014-01-restaurante-PIZ (7)
Fachada Nova com os toldos abaixados

2014-01-restaurante-PIZ (8)

2014-01-restaurante-PIZ (9)

2014-01-restaurante-PIZ (10)

2014-01-restaurante-PIZ (11)

 

2014-01-restaurante-PIZ (12)

2014-01-restaurante-PIZ (13)

2014-01-restaurante-PIZ (14)

2014-01-restaurante-PIZ (18)

2014-01-restaurante-PIZ (15)

2014-01-restaurante-PIZ (16)

2014-01-restaurante-PIZ (17)

.

.

.

.

.

 

RESTAURANTE – HAMBURGUERIA – Cidade São Francisco

PROJETO E FOTOS

Partindo de elementos já pré-definidos, como a setorização dos ambientes, fachada, alguns acabamentos, as coberturas e  considerando a arquitetura original, e com a obra em andamento, a proposta de interiores para a “hamburgueria dos irmãos” foi oferecer idéias de acabamentos e ambientação para um ambiente contemporâneo, moderno, sem clichês, sem ser retrô, e não ser sério e formal. Ou seja, um ambiente aconchegante e descontraído.

Em local bem privilegiado, próximos a grandes avenidas e um bairro valorizado na zona oeste da capital paulistana, a fachada se destaca por ser singela, de um unico material, o tijolo aparente, valorizado pela iluminação noturna e pelo letreiro.

Layout do Pavimento Térreo
Layout do Pavimento Térreo
Fachada - Volumetria
Fachada – Volumetria
Fachada - Agosto/2014
Fachada – Agosto/2014
Fachada Corner - Agosto/2014
Fachada Corner
Fachada - detalhes
Fachada – detalhes
Interiores - proposta
Interiores – proposta
Interiores - proposta
Interiores – proposta
Interiores - proposta
Interiores – proposta
Interiores - proposta
Interiores – proposta
Interiores - Foto - Agosto/2014
Interiores – Foto – Agosto/2014
Interiores
Interiores
Interiores
Interiores
Interiores
Interiores
Interiores
Interiores
Interiores
Interiores
2014-06-restaurante-bbr (16)
Interiores restaurante

Como destaque há o projeto de forro e iluminação, layout das mesas, e outros pontos focais como o balcão do bar – pedra e marcenaria – o fechamento da escada que atende ao andar de serviços associado à posição do Caixa, um comprido painel “temático” ao fundo do salão, parede de lousa e mesa bistrô inspirada em modelos contemporâneos.

Restaurante – Centro Comercial Alphaville – Interiores

Salão do piso superior
Salão do piso superior

Internamente, foi realizada uma renovação geral de acabamentos, dando destaque à remodelação do pavimento térreo.

A área ocupada pelo antigo W.C. e uma área de serviços ociosa, deu lugar a uma charmosa “Estação a La Minuta”, onde pratos especiais são servidos diariamente, além do buffet de pratos tradicionais.

A imensa escada que leva ao segundo e terceiro andar, foi “eliminada visualmente”, através da construção de nichos, aberturas, forro em curva e  forro rebaixado.

SALÃO DO PISO TÉRREO

Situação Anterior à reforma, do Salão do piso térreo
Situação Anterior à reforma, do Salão do piso térreo
Proposta de interiores do pavimento térreo, dando nova configuração aos ambientes
Proposta de interiores do pavimento térreo, dando nova configuração aos ambientes
Vista do salão do piso térreo com forro rebaixado e sanca iluminada invertida
Vista do salão do piso térreo com forro rebaixado e sanca iluminada invertida
Vista do salão do piso térreo, com estação a la minuta ao fundo
Vista do salão do piso térreo, com estação a la minuta ao fundo
Forro de gesso em curva e forro rebaixado dão novo formato a vão sob escada
Forro de gesso em curva e forro rebaixado dão novo formato a vão sob escada
Outra visão do salão e do ambiente sob forro de gesso em curva
Outra visão do salão e do ambiente sob forro de gesso em curva
Nicho iluminado antes das mesas do buffet
Nicho iluminado antes das mesas do buffet
Mesas do buffet com painel adesivado ao fundo
Mesas do buffet com painel adesivado ao fundo
Estação a la minuta
Estação a la minuta

SALÃO DO PISO 1º SUPERIOR

Situação Anterior à reforma, do Salão do piso superior
Situação Anterior à reforma, do Salão do piso superior
Proposta de interiores do 1º pavimento superior
Proposta de interiores do 1º pavimento superior
Escada de acesso ao piso superior, com novo revestimento de parede e aberturas laterais
Escada de acesso ao piso superior, com novo revestimento de parede e aberturas laterais
Mesa tipo Bistrô, aproveitando o peitoril da escada
Mesa tipo Bistrô, aproveitando o peitoril da escada
Vista dos assentos Bistrô
Vista dos assentos Bistrô
Vista do tampo do Bistrô, revestido com fórmica inox
Vista do tampo do Bistrô, revestido com fórmica inox
Vista do Salão Superior, com vista do painel sob TV e mesas bistrô junto ao peitoril da escada
Vista do Salão Superior, com vista do painel sob TV e mesas bistrô junto ao peitoril da escada
Vista do Salão Superior, com painel de laminado imitando madeira, com TV na parede, rebaixo de forro com iluminação.
Vista do Salão Superior, com painel de laminado imitando madeira, com TV na parede, rebaixo de forro com iluminação.
Vista do Salão Superior, com painel adesivado
Vista do Salão Superior, com painel adesivado

Restaurante – Centro Comercial Alphaville

Para quem quer conhecer um centro de compras e serviços a céu aberto, o Centro Comercial  Alphaville é o lugar certo. Com ruas e calçadas estreitas, fachadas grudadas uma às outras, entremeadas por uma ou outra pracinha, é um pequeno labirinto, muito frequentado durante a semana, e tranquilo aos fins de semana. Estima-se que mais de 40 mil pessoas passem por lá diariamente (site: http://www.centrocomercial.com.br/ ).

O edifício deste Restaurante possui 3 andares: térreo, 1º superior e 2º superior, sendo os 2 primeiros andares ocupados pelos salões de atendimento e o terceiro andar ocupado pela cozinha e áreas técnicas. A concepção dos espaços, que passariam por intensa reforma, era de otimizar o espaço destinado aos salões de atendimento, tornando o ambiente moderno e aconchegante, buscando também aliar o tema do restaurante aos ambientes e uma cozinha contemporânea deliciosa!

PLANTAS E FACHADA

Planta de layout de mobiliário
Planta de layout de mobiliário

Forro e pontos de iluminação

Forro e pontos de iluminação
Situação Antes da Reforma
Situação Antes da Reforma

A fachada antes da reforma estava pintada da cor lilás, remetendo ao nome do antigo restaurante. A proposta de projeto era dar uma identidade visual ao edifício como um todo – não somente o andar térreo, dando um ar de modernidade, “envelopando” a fachada, sem grandes interferências construtivas.

Estudo e proposta de fachada nova
Estudo e proposta de fachada nova

Com um simples brise de madeira, a antiga fachada típica dos anos 80 se transformou completamente, embora se tenha mantido as linhas originais arquitetônicas. A cor escolhida para a fachada foi o branco, para um maior destaque ao novo elemento da fachada.

Fachada nova, com brise de madeira
Fachada nova, com brise de madeira
Fachada nova, com brise de madeira
Fachada nova, com brise de madeira
Nova fachada, com letreiros e comunicação visual novos
Nova fachada, com letreiros e comunicação visual novos
Vista interna do brise de madeira, no salão do 1º pavimento
Vista interna do brise de madeira, no salão do 1º pavimento

A Cozinha da Comunidade

Uma cozinha utilizada por muitos cozinheiros, com um programa de necessidades elaborado por uma equipe coesa, foi traduzida nesse Projeto, que também englobou a reforma e ampliação de Salão de Atividades, criação de um lavatório e banheiro acessíveis, uma área de serviço de apoio à cozinha e,  de brinde, ganhou um balcão de serviços.

A seguir, fotos da obra finalizada, ainda sem a marcenaria.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No salão localizado no piso inferior dessa igreja no bairro de Santana, houve uma ampliação na largura e uma renovação no revestimento de piso e pintura de paredes. A nova cozinha, antes localizada num canto bem menor junto à entrada, agora ocupa um trecho importante desse pavimento.

O balcão no canto da cozinha serve para integrar esses dois ambientes – cozinha e salão, servindo como uma área intermediária de serviços. A prateleira em granito cinza estende-se pela parede lateral da cozinha para apoiar as bandejas, pratos e panelas das refeições servidas à moda americana.

Na parte interna da cozinha, uma bancada central serve de apoio para o trabalho dos cozinheiros, na maioria composta pelo grupo de mulheres da igreja, por isso pensou-se na altura média para a maioria delas. Os fogões industriais localizam-se num canto iluminado pela proximidade das janelas e tem uma ampla coifa.

As geladeiras e freezers localizam-se num canto separado, elevados por uma base para facilitar a limpeza. O forro da cozinha foi todo rebaixado para facilitar uma iluminação melhor distribuída e uniforme. O piso é antiderrapante e todas as paredes são revestidas com azulejo branco. Os armários serão apoiados sobre as bases em alvenaria, para evitarem contato direto como piso. As cubas são grandes e profundas, distribuídas em pares para lavagem de louças num setor, e para preparo de alimentos em outro canto.

A Área de Serviço recebeu a pia em inox da cozinha antiga, e serve de apoio à Cozinha nova. Além disso, há um tanque, espaço para máquina de lavar roupa e um depósito de materiais sob a escada. Blocos de vidro auxiliam na iluminação natural desse ambiente.

O Lavatório possui uma pia esculpida em granito cinza, com torneiras de vazão controlada. O novo Banheiro é acessível, com vaso, pia e área de chuveiro. A cerâmica das paredes imitam pastilhas, o piso é antiderrapante e garantem uma boa manutenção. Esses dois ambientes ocupam o espaço da antiga cozinha.

Veja também o post sobre as plantas: Cozinha – Santana

 

“Não há nada melhor para o homem do que comer e beber, e fazer com que sua alma goze do bem do seu trabalho. Também vi que isto vem da mão de Deus.”

Eclesiastes 2:24

Condomínio Residencial – Vila Mariana – Fotos

Este slideshow necessita de JavaScript.

A fachada deste edifício, de arquitetura típica dos anos 70, simples, reta, sem rebuscamentos, tendo como elemento diferenciador uma marquise com base em formato de tronco de árvore, ou de uma flor estilizada, e suas 4 colunas circulares revestidas de fulget, foi recentemente reformada pelo Condomínio.

Após reformas resultantes de vazamentos, uma prumada de esgoto foi colocada bem na passagem para a entrada social do edifício, resolvendo a questão do vazamento, porém, criando um problema de ordem estética e prática, incomodando os moradores. Para solucionar a questão, pensou-se até em revestir a coluna para incorporar a prumada numa espécie de “caixa”. Mas, finalmente, como solução definitiva, a prumada foi desviada para outro caminho, mas desta vez, fora da visão de quem passa na entrada social do edifício.

Foi realizado um trabalho em gesso acartonado, embutindo as luminárias e  escondendo a saída da prumada, com um rebaixo de aproximadamente 15cm. Ao redor das colunas e junto às paredes, foram feitas tabicas, proporcionando mais leveza no desenho e garantindo uma folga para dilatação, uma solução limpa que organizou visualmente o ambiente.

A arquitetura original foi preservada, tanto as colunas como a marquise permaneceram com seus revestimentos originais, com alterações bem sutis de modo a não interferir no conjunto. As luminárias embutidas são de lâmpadas fluorescentes compactas, que garantem economia de energia. Sob a marquise foram adotados plafons, de fácil manutenção.

Revestimentos, coifas e banheiras

Na Revestir deste ano, uma confirmação da tendência dos porcelanatos de madeira, cada vez mais realísticos, com alta tecnologia na impressão do desenho natural da madeira aliada à uma leve textura – destaco a coleção Eco Life HD, da Portinari. Ao lado da madeira, a cerâmica imitando o tijolo esteve presente em vários stands. A Portobello apresentou o porcelanato Concretíssima, que contou com a criação do arquiteto Ruy Ohtake: idêntico ao concreto aparente da arquitetura Moderna (Vejam o blog: http://blogportobello.com.br/2011/03/25/uniao-de-talentos/).  Algumas marcas trouxeram as peças “slim”, que creio ser uma grande aposta para o futuro: leveza e praticidade na instalação de grandes peças. A Eliane apresentou a coleção de revestimento Colortrend, com cores em diversos tons vibrantes e alegres. No setor de pedras naturais, o produto que se mantém muito “ofertado” é o mosaico de pedra em relevo, em placas prontas para instalação em revestimento de paredes.

Na Kitchen & Bath, muito mais diversão, com chuveiros imitando o cair da chuva, com as duchas cada vez mais finas e modernas, de preferência fixas ao teto, como se fossem lâminas. As banheiras em material ecológico, com design clean e moderno, continuam um sonho. Entre as louças para banheiro, as cubas de apoio ou sobrepor ou semi-encaixe são imbatíveis, com formatos bem variados e a linha de material fosco, sem o brilho da peça que estamos acostumados. O stand da Roca estava imbatível: trouxe peças 2 em 1 (box com lavatório, lavatório com vaso, vaso com bidê), peças compactas e econômicas até a coleção Armani, muito elegante em um tom off-white, uma fusão de design e moda.

Fotos do stand da Roca

No setor Cozinha, os eletrodomésticos mesclaram o inox com o vidro, linhas retilíneas, esbeltas e de embutir. A geladeira da Smeg, com design retrô, se destacou com suas cores fortes. As coifas no formato de luminárias estiveram bem presentes na feira – na prática funcionam como depuradores. Gostei muito da coifa embutida direto no forro (Elettromec).

Tive uma ótima aula sobre os vidros Guardian e o destaque foi o lançamento do box espelhado temperado.